Estes são os procedimentos de cirurgia plástica realizados pela clínica de cirurgia plástica DA VINCI.

-

Mama - Enxerto

-

O cirurgião plástico, Dr. Alberto César Hodara, especializado em lipoescultura, utiliza técnica de enxerto de gordura de mamas há mais de 30 anos. Hoje, com técnicas avançadas e ainda mais eficientes, garante resultados excelentes, sendo que em apenas uma aplicação o aumento é visível em até 80%, o ideal são duas aplicações.

Detalhes

-

CUIDADOS

Simples, o procedimento é feito através da lipoaspiração – retirada de gordura da paciente de áreas onde há excesso e reimplantada nas mamas. A técnica, ainda pouco difundida e utilizada, possui as seguintes vantagens se comparada ao silicone:

Naturalidade visual e ao toque, tanto é que apenas um radiologista é capaz de descobrir que é gordura injetável;

Não precisa trocar a cada 10 anos, como recomentado com o uso do silicone;

Não oculta o câncer de mama – o silicone dificulta detectar o câncer de mama;

Corrige volume nos casos de diferença de tamanho entre uma mama e outra;

Não há risco de rejeição, já que a gordura injetável é da própria mulher;

Não há risco de encapsular (endurecer a mama, rejeição causada pelo próprio organizamos);

Possui valor muito mais acessível.

A mama tem em sua constituição aproximadamente 3/4 de gordura e 1/4 de tecido glandular, sendo por isso perfeita para reconstituições com tecido gorduroso ou auto-implantes. O uso de gordura em mama segue dois critérios:

Reconstrutor

geralmente mais utilizado pós-tratamento cirúrgico dos cânceres de mama, pois as cirurgias estão se tornando mais conservadoras pelos diagnósticos precoces e também por proteger o tecido mamário antes das seções de radioterapia por ser um tecido (gordura) rico em células tronco.

Estético

em situações sem morbidade, inclusive, mas com a mesma conotação de resultado infinitamente melhor por trazer uma transformação de contorno corporal que resulta da lipo-escultura corporal, ou seja, retirada de gordura de áreas com excessivo acumulo (culotes e/ou abdome) e transposição para o preenchimento da área necessitada.

ANESTESIA

A anestesia será definida pelo cirurgião: geral ou peridural.

ATO CIRÚRGICO

Dura, em média, de uma hora e meia a duas horas.

IDADE

Deve ser realizada somente após o completo desenvolvimento das mamas.

GRAVIDEZ

Gestantes não poderão realizar o procedimento.